Paris pra mim, pour vous, pour tout!

A cidade vem sendo retratada de todas as formas e de todos os ângulos: comentada, cantada e fotografada por lentes famosas ou anônimas, através da literatura, depoimentos, etc. Porém, falar sobre Paris não tem fim!

São tantas e infinitas as surpresas que a cidade guarda e muitas vezes, literalmente esconde, que é impossível dizer que se “conhece” Paris.

É claro que caminhar sem destino pela cidade, sentar-se nos inúmeros cafés e bistrôs e ver a vida passar, já virou clichê, mas continua sendo sempre uma excelente ideia! Por que não?!

Mas a Cidade Luz é muito mais do que este prazer preguiçoso e descompromissado, muito mais do que a capital mundial da moda, seus museus, arquitetura e prazeres gastronômicos!

Paris é uma mistura ancestral de culturas cuja somatória hoje encanta a todos! Se traçarmos uma linha através da história vamos descobrir que a cidade, uma vila de pescadores, nasceu à beira do Sena, num local diferente do que conhecemos atualmente, e que se chamava Lutécia (latim: Lutetia), nome dado pelos romanos durante a expansão e ocupação do então Imperador Julio César. Na época, após as cheias do rio, a vila ficava dominada pela “lama” (lutetia), o que inspirou o nada encantador nome da cidade.

Uma das coisas mais incríveis que hoje ainda podemos descobrir em Paris, é que, provavelmente muitos dos lugares pelos quais passamos, exibem registros históricos ainda preservados e que passam despercebidos pelos olhos do turista desavisado! Entre Saint-Germain-des-Prés e Odéon, encontra-se paralela à Rue de l’Ancienne Comédie, uma pequena e convidativa passagem, a Cour du Commerce Saint Andre, bem aí, atrás do famoso Le Procope, fica uma pâtisserie conceito “Un Dimanche à Paris”, especializada em chocolates maravilhosos, muitos pré-concebidos como especiarias! Tudo isto para dizer que aí dentro localiza-se uma parte preservada do que foi a muralha construída pelos romanos; não é incrível?!

Assim também muitos edifícios residenciais ou comerciais dividem espaço em suas pequenas garagens, com catacumbas e passagens secretas que abrigam criptas de santos, como o mártir Saint Denis e outros tantos personagens da nossa fascinante história!

Isto sem falarmos de filósofos, compositores, pintores, cientistas, pesquisadores, atores, cantores, enfim, personalidades que de alguma forma, foram e são referências para o nosso desenvolvimento cultural, e que passando por Paris acabaram se apaixonando, deixando relatos e passagens memoráveis em algum momento da vida! Então, como não se apaixonar também por Paris, quando respiramos esta mescla atemporal que continua inspirando o mundo?

E por aí vão as surpresas que Paris nos reserva! Porém, aqueles que tiverem olhos para ver, verão muito mais!!! Afinal, como dizia meu tio, plagiando Hemingway, “Paris é uma festa!”.

Se você pretende conhecer ou reconhecer a Cidade Luz, vale a pena conferir o site:
www.parispramim.com.br, nele você vai encontrar dicas fantásticas sobre os mais diversos temas e curiosidades para não perder nada do que seja possível ver e experimentar! Os roteiros são personalizados e podem ser temáticos, caso tenha interesses específicos como gastronomia, compras, arte, caminhadas, pedaladas, enfim, você manda!

“Bon voyage” para quem vai, e para os que ficam por aqui, apareçam na Diferenza para “un verre de vin”! E no Rio ou em São Paulo, vamos matando as saudades no charmoso Paris 6! http://paris6.com.br/

Merci et à bientot!